Soldas
Você conhece todos os tipos de solda? Descubra!

No mundo das ferramentas é muito comum existir mais de um tipo de processo para uma mesma função. Um bom exemplo para isso são todos os tipos de solda que podemos encontrar por aí.

Por ser uma atividade realizada em indústrias, pequenas oficinas e até mesmo em casa, existem diferentes formas e equipamentos para solda, adequado de acordo com as necessidades.

Por isso hoje vamos citar quais todos os tipos de solda que podem ser encontrados com facilidade e explicar um pouco mais sobre cada um deles. Ficou curioso? Então continue a leitura e descubra!

Todos os tipos de solda que você pode encontrar

Antes de listar e explicar os processos é importante que você saiba que esses podem não ser todos os tipos de solda existentes. Sempre podem surgir novos processos ou alguns antigos podem deixar de serem utilizados, e por isso trouxemos aqueles que você pode encontrar mais facilmente, ok?

Confira a seguir os métodos mais utilizados dentre todos os tipos de solda.

TIG

A solda TIG deve ser utilizada por profissionais experientes, ou em casos onde a qualidade do trabalho deve ser altíssima. Esse processo também pode ser utilizado em materiais diferentes, como o titânio.

O processo com a máquina de solda TIG é feito com um arco, que é aberto ao aproximar a ponta do eletrodo no metal base, e por isso é preciso ter experiência. Esse processo também oferece um acabamento melhor no projeto.

MIG/MAG

Dentre todos os tipos de solda, o processo MIG certamente é o mais conhecido atualmente na indústria. Nessa máquina é utilizado um arame alimentado pela máquina de solda MIG, contando com a proteção de um gás inerte. Essa solda é utilizada normalmente em serralherias, na funilaria e na construção civil. 

Existe também uma variação desse processo, que é a solda MAG. Ela funciona basicamente da mesma maneira, porém com um gás ativo e não inerte.

Arco manual

Um dos processos mais antigos entre todos os tipos de solda, o arco manual ainda é amplamente utilizado nos dias de hoje. Podemos encontrá-lo normalmente em indústrias siderúrgicas, automobilísticas e metalúrgicas.

Não podemos esquecer que esse também é um dos modelo mais indicados para quem trabalha em casa ou tem uma pequena oficina. A técnica do arco manual pode ser utilizada em diversos metais, mas é mais eficiente no aço.

Arame tubular

Semelhante ao processo MIG/MAG, o arame tubular é mais uma técnica de alta qualidade. Podemos dizer também que esse é o mais rápido de todos os tipos de solda, seja nas indústrias ou diversos outros tipos de atividade.

Esses são alguns do motivos que tornam essa solda uma das preferidas para trabalhos em grande quantidade ou alta produção. O arame tubular também se adapta facilmente em diferentes tipos de aços e ligas metálicas.

Oxigás

A solda com oxigás funciona de uma maneira diferente de todos os tipos de solda que já vimos. Esta técnica utiliza energia para produzir calor, e assim fundir o material base. Acontece uma fusão dos dois materiais que serão unidos, contando também com um metal de preenchimento, por meio de uma chama de um maçarico. Este método normalmente é utilizado em peças menores, mais finas ou mesmo para fins de conserto e reparos. 

Tipos de máquinas de solda

Agora que você já conhece os métodos mais utilizados entre todos os tipos de solda, chegou a hora de conhecer duas variações de máquinas de solda: a inversora e a transformadora. Confira.

Máquina de solda inversora

A primeira característica que podemos notar é que as máquinas de solda inversoras normalmente são menores, facilitando o transporte por exemplo. Este modelo normalmente é utilizado em espaços reduzidos ou de difícil acesso, não perdendo potência ou eficiência, quando comparada com a versão transformadora. 

Outra vantagens é que a máquina de solda inversora consome menos energia e permite inclusive ajustar o número de eletrodos automaticamente, possibilitando o uso nos mais diferentes materiais.

Máquina de solda transformadora

A máquina de solda transformadora, apesar de mais antiga, ainda é a preferida de muitos profissionais. Ela também oferece um bom desempenho, mas acaba sendo maior e consumindo mais energia.

Este modelo é mais antigo e não conta com algumas tecnologias da máquina inversora, mas sua robustez e potência certamente não te deixarão na mão.

O uso de EPIs para solda

E como não poderia faltar, se você está prestes a investir na sua mais nova máquina de solda, não pode esquecer de adquirir também os equipamentos de proteção individual adequados para utilizá-la.

Alguns EPIs para solda indispensáveis são:

Agora você já conhece os principais entre todos os tipos de solda, descobriu a diferença entre as máquinas e sabe como se proteger na hora de soldar, não é mesmo? Então que tal compartilhar este post com aquele amigo que também se interessa pelo assunto? Até mais!


SOBRE O AUTOR
admin
COMPARTILHAR:
Deixe seu comentário

All search results